SB Crédito Blog

Conteúdos para descomplicar

as finanças da sua empresa!

Marketing SB Crédito 27 de dezembro de 2021
COMPARTILHE

8 aprendizados na gestão financeira para 2022

2021 foi um ano com muitos desafios e aprendizados na gestão financeira. Muitos deles vão ser essenciais para encarar 2022 de frente. Confira aqui.

Os aprendizados na gestão financeira vêm de acertos e erros. Enquanto 2021 teve situações inesperadas de sobra, 2022 promete ser ainda mais incerto por diversos motivos:

  • Ano de eleição para presidência;
  • Novas variantes de Covid;
  • Cenário econômico instável;
  • Entre outros

Para entender melhor algumas previsões para o próximo ano, assista esse vídeo aqui.  Apesar de tudo isso, há muita oportunidade para crescimento e inovação por parte das empresas. A única coisa necessária para amparar isso é uma boa gestão financeira.

Para isso, nesse artigo vamos revisitar alguns dos maiores aprendizados na gestão financeiras que devem ser levadas para 2022.

Vantagens de uma boa gestão financeira

Muitos acreditam que a gestão financeira interfere somente nas finanças da empresa. No entanto, uma boa gestão financeira traz vantagens em todos os aspectos para empresas indo além de somente o fechamento do mês.

Entre as vantagens estão:

  • Gestão de recursos mais eficientes;
  • Criação de metas e objetivos mais estratégicos;
  • Tomada de decisões mais inteligentes;
  • Maior controle de despesas e
  • Definição de preços competitivos

8 aprendizados na gestão financeira para levar para 2022

Separamos aqui os 8 maiores aprendizados na gestão financeira de 2021 para levar para 2022. Você vai notar que algumas dessas lições não são aprendizados novos, porém em momentos de crise são facilmente esquecidos por empresários e gestores financeiros.

1. Diagnóstico da saúde financeira

O primeiro passo para fazer uma gestão financeira estratégica é realizar o diagnóstico da saúde financeira da empresa. Nesse momento é essencial ser realista sobre a situação.

Uma vez realizado o diagnóstico, já se pode seguir para as próximas etapas de modo mais consciente e tomar atitudes condizentes com a saúde financeira da empresa.

2. Mapeamento das despesas

A partir do diagnóstico da saúde financeira, é imprescindível realizar o mapeamento das despesas. Mesmo com uma boa saúde financeira, olhe para os gastos de 2021 criticamente e responda as perguntas:

  • Onde estão mais concentrados os gastos?
  • Como podemos reduzir isso?
  • Há gastos desnecessários?
  • A rotatividade de funcionários é algo que influencia na saúde financeira?

Assim, sugere-se prever mensalmente cada um dos gastos, tendo sempre em mente ser verdadeiro e respeitando a realidade e dia a dia da empresa.

3. Cálculo do capital de giro

O capital de giro é o capital necessário para manter a empresa em funcionamento. Apenas o mapeamento de despesas não é o suficiente para garantir o bom funcionamento das empresas. O Capital de giro pode ser calculado através da seguinte fórmula:

Capital de giro = ativo circulante – circulante passivo

Ter em mente o capital necessário para a empresa funcionar ao tomar decisões estratégicas e realizar investimentos é um aprendizado que deve permanecer em mente em 2022. Afinal, em um ano com muitas possibilidades de crescimento, você não vai querer investir e comprometer o capital de giro da empresa, certo?

4. Análise do mercado de atuação

Esse é um aprendizado que muitas vezes é esquecido. Analisar o mercado de atuação também é uma forma de aprender mais sobre o próprio negócio e é um pilar da boa gestão financeira.

É através dessas análises que o empresário ou o gestor financeiro podem ter ideias de inovação, construção de parcerias e até conhecer novos modelos que se aplicam ao próprio negócio. Então, sugerimos que você reserve um pequeno espaço na agenda, pode ser uma hora na semana, para se atualizar e conversar com outros profissionais do mesmo mercado de atuação.

5. Metas e objetivos financeiros

Essa matéria da Forbes explica porque devemos estabelecer objetivos e metas e ao invés de resoluções para o ano. Se as resoluções de ano novo são facilmente esquecidas por pessoas, imagina por empresas, com os imprevistos e inovações.

Por isso, esse aprendizado é essencial para uma boa gestão financeira. Quantifique quanto quer diminuir de gastos, quanto quer aumentar de receitas…

6. Revisão dos preços cobrados

Com a inflação, reforma tributária e o cenário econômico instável é preciso refletir sobre a questão: os preços cobrados pelos produtos e/ou serviços da empresa, tendo em conta o volume de vendas, são o suficiente para manter um capital de giro positivo?

Se sim, eles são suficientes para garantir o capital necessário para os novos investimentos? E, claro, os fornecedores irão aumentar o preço dos suprimentos que a empresa precisa? Caso seja optado por um aumento nos preços, lembre-se, o consumidor irá continuar consumindo com o novo preço?

7. Revisão dos produtos e serviços no portfólio

Um aprendizado na gestão financeira que muitas vezes é esquecido é o acompanhamento dos produtos e serviços ofertados. Em ocasiões, pode ser estratégia da empresa adotar novos produtos e serviços ou outras formas de expansão.

Leia nesse artigo tudo que deve ser pensado antes de tomar essa decisão para minimizar os erros.

8. Monitoramento da execução do planejamento

Por fim, uma das lições mais importantes para uma boa gestão financeira: o monitoramento da execução do planejamento.

Não adianta nada a empresa realizar um planejamento financeiro detalhado e de acordo com o planejamento estratégico se não houver acompanhamento da implementação desse plano. Sempre há a possibilidade dos tópicos que não estão apresentando os resultados desejados serem revistos.

A mensuração é a chave de uma boa gestão financeira.

Principais erros na gestão financeira

Aprendizados não são apenas acertos e os erros são uma grande fonte de conhecimento. Porém, na gestão financeira cada erro pode ter um grande impacto na saúde financeira do negócio. Diante disso, confira abaixo os erros mais comuns:

  • Não levar em conta o nível de endividamento na hora de estabelecer as metas e os investimentos;
  • Durante o mapeamento de gastos e capital de giro, esquecer de cenários imprevistos que possam impactar as finanças;
  • Esquecer de analisar e de realizar ajustes no planejamento financeiro;
  • Quando houver a necessidade, deixar de procurar ajuda de equipe especializada. Lembre-se, ninguém sabe de tudo e ajuda é bem-vinda e
  • Fazer o planejamento financeiro em dissonância do planejamento estratégico da empresa

Tomando atitude

Nesse artigo vimos vários aprendizados de uma boa gestão financeira para levar para 2022, sendo eles lições e erros. Em resumo, é importante que a gestão financeira seja realista com a operação do negócio, os clientes e o mercado.

Outro tópico importante foi procurar auxílio de profissionais qualificados quando necessário. A SB Crédito é uma plataforma inteligente especializada em crédito e soluções financeiras para empresas, com modalidades de crédito para todos os momentos. Converse com um especialista aqui.

 

Mercado financeiro, investimentos, recebíveis?
Fique atualizado e saia na frente!
Inscreva-se em nossa newsletter e receba conteúdos em primeira mão.