SB Crédito Blog

Conteúdos para descomplicar

as finanças da sua empresa!

18 de maio de 2021
COMPARTILHE

Estratégias essenciais para aumentar o capital de giro da empresa

Considerado um dos principais fatores para manter as empresas operando na pandemia, o capital de giro é fundamental para a saúde financeira de qualquer negócio. Não se trata apenas do dinheiro que uma empresa precisa ter para se manter “girando”, mas de um aliado estratégico para a sua longevidade. 

Como um indicador da saúde das finanças, se o capital de giro estiver baixo pode comprometer toda a gestão financeira da empresa. No entanto, é importante se atentar a alguns pontos para manter esses recursos nos trilhos. 

Sim, estamos aqui para mostrar que é possível fazer uso estratégico do crédito para capital de giro para reduzir os riscos de endividamento. 

É hora de dar adeus às preocupações como a falta de dinheiro para pagar fornecedores ou até mesmo realizar novos investimentos. Continue a leitura deste post para conferir o que é preciso observar para aumentar o capital de giro de modo estratégico.

9 fatores que aumentam o capital de giro

Basicamente, existem dez fatores que podem influenciar no capital de giro de uma empresa. Veja a seguir quais são esses pontos que devem ser observados no dia a dia financeiro para melhorar seu gerenciamento.

1. Despesas

Por mais óbvio que pareça, identificar oportunidades para diminuir as despesas é outra forma de melhorar a saúde financeira de uma empresa.

Para fazer isso, olhe para os custos fixos e variáveis e avalie se existem oportunidades de economia. Você pode fazer isso ao negociar a compra de equipamentos, matéria-prima e até mesmo materiais com os seus fornecedores.

Claro, existem as despesas que fazem parte do dia a dia, que não devem ser esquecidas, pois o negócio pode economizar muito revendo-as.

  • Energia elétrica
  • Telefones e internet
  • Copos de água e café
  • Estoque mal planejado

Entre outras coisas que precisam estar no controle da gestão da empresa para que seja possível aumentar o capital de giro.

2. Receitas

Monitorar as receitas é um dos passos mais importantes para que uma empresa possa se manter lucrativa e obter, assim, um capital de giro satisfatório.

Ao saber exatamente quanto de dinheiro está entrando, você consegue precificar produtos ou serviços para quitar as despesas fixas. Uma forma de facilitar seu planejamento financeiro e aumentar seu capital de giro.

Existem, pelo menos, 4 boas práticas básicas para o controle das receitas:

  1. Registre todas as movimentações financeiras da empresa. É importante registrar as entradas e as saídas de dinheiro.
  2. Automatize os processos possíveis de serem automatizados.
  3. Tenha um planejamento financeiro bem estruturado. Isso faz a diferença para o controle das receitas.
  4. Mantenha um bom relacionamento com fornecedores.

3. Fluxo de caixa

Controlar o fluxo de caixa é outro ponto fundamental para o aumento do capital de giro. Você sabe disso, mas quais aspectos devem ser observados aqui?

Como se trata da atividade que registra todas as entradas e saídas de dinheiro da empresa, também pode indicar quando as despesas estão sendo mais altas que os recebimentos. E esse é o ponto principal do controle de fluxo de caixa.

Isso porque é necessário verificar os valores que a empresa possui hoje, além daqueles que serão recebidos de vendas a prazo, e as quantias que serão pagas nos próximos meses para conseguir fazer o planejamento financeiro do negócio. Trabalhando com o levantamento correto e completo dessas informações será possível visualizar se existe capital para decisões estratégicas, como investimentos.

Muitas empresas acabam errando em alguns pontos desse controle, como a falta de acompanhamento. É necessário entender se isso está sendo realizado de forma eficaz para evitar prejuízos. Errar um número, nesse caso, pode fazer você enfrentar uma crise surpresa.

Sabemos que você confia na sua equipe para fazer esse trabalho, mas erros acontecem.

Portanto, para aprimorar esse trabalho, é possível contar com o apoio da tecnologia. Hoje, é possível encontrar no mercado ferramentas digitais de fluxo de caixa que facilitam muito esse controle, o armazenamento de documentos e o acompanhamento de métricas.

Lembre-se que esse controle se faz ainda mais importante em momentos desafiadores, como é o caso da pandemia. Com a queda da lucratividade, é essencial ter um controle aprofundado para desbravar os possíveis caminhos a seguir.

4. Planejamento financeiro

O planejamento financeiro permite a tomada de decisões mais assertivas, reduzindo, com isso, os riscos de endividamentos e prejuízos. Portanto, e principalmente nesse momento, é importante questionar: o seu planejamento financeiro está preparado para a tomada de decisões estratégicas em curto, médio e longo prazo?

O planejamento financeiro precisa ser realizado com eficiência para que a empresa saiba ao certo quais suas necessidades de crescimento e como contornar possíveis desafios. Somente para te lembrar, quando bem executado, o planejamento financeiro aumenta o controle sobre os resultados. É isso que possibilita a projeção de capital de giro para que se mantenha operando.

Diante disso, volte ao seu planejamento financeiro e confira os seguintes pontos:

    • Planejamento Financeiro de curto prazo: analise se os planos de ação e cronogramas da sua empresa estão sendo elaborados de acordo com as metas, e se elas estão sendo cumpridas. O objetivo aqui é que os resultados sejam alcançados de maneira mais rápida, certo? Portanto, questione: isso está dentro da realidade da empresa? 
    •  Planejamento Financeiro de médio prazo: estime o seu planejamento financeiro de médio prazo em uma média de 1 a 3 anos. Verifique se o objetivo de analisar e projetar cada setor do seu negócio está alinhado com o restante da equipe.

 

  • Planejamento Financeiro de longo prazo: aqui o que você precisa fazer é ter certeza das suas definições de forças, fraquezas, oportunidades e ameaças.

 

5. Controle de estoque e vendas

Realizar um controle de estoque eficiente evita que as vendas sejam perdidas por falta de produto ou que a empresa deixe de lucrar por deixar itens parados por muito tempo. 

Assim sendo, o controle de estoque é uma atividade que influencia diretamente na lucratividade do negócio. Por isso, nada melhor do que acompanhar o histórico de vendas e sazonalidades para evitar prejuízos financeiros que afetem seu capital de giro.

Para um bom controle de estoque, lembre-se de alguns pontos essenciais:

  • Programe o abastecimento do estoque.
  • Identifique a demanda (padrão e sazonal) de cada produto.
  • Ofereça promoções para itens próximos do vencimento.
  • Organize o seu estoque de acordo com a data de validade.
  • Estabeleça um programa de diminuição de perdas.

Agora, se o assunto é vendas: é claro que vender mais ajuda a aumentar o capital de giro. Entretanto, o que queremos destacar aqui é que você pode aumentar os esforços em vendas mais rápidas para que as receitas se acelerem. 

Leia também:

Como vender mais na retomada da economia? >

Muitas empresas têm produtos ou serviços que dão dinheiro mais rápido do que outras. Pense sobre as possibilidades que já tem em mãos e no que pode se transformar em oportunidades para o aumento do capital de giro.

6. Pagamento a fornecedores

Negociar novos prazos de pagamento a fornecedores pode parecer desafiador ou até desgastante. Contudo, é uma estratégia necessária para aumentar suas margens financeiras. 

Para criar uma relação de confiança com os fornecedores e, assim, as oportunidades para a renegociação de prazos, não deixe de realizar pagamentos em dia. Isso vai melhorar a reputação da sua empresa junto a eles e estimular sua estabilidade financeira.

Geralmente as empresas concedem grandes garantias e aumentam o prazo de pagamento aos fornecedores.

Mas você sabia que é possível que os seus fornecedores consigam antecipar seus recebíveis com a SB Crédito?

Muitas vezes o elo frágil da cadeia é justamente o fluxo de caixa. Se a sua empresa prolonga o prazo dos fornecedores, isso aperta o fluxo de caixa deles. Se reduz o prazo, aperta o fluxo da própria empresa.

E como resolver esse problema? A principal solução está em equilibrar as demandas. 

O Crédito para Cadeia de Fornecedores é uma modalidade que se encaixa perfeitamente, pois permite negócios saudáveis entre os elos da cadeia produtiva. Aqui, os parceiros comerciais atuam com mais segurança e confiabilidade, já que contam com um intermediário para dar fôlego nos intervalos de pagamentos.

Descubra como funciona o Crédito para cadeia de fornecedores aqui >

7. Indicadores

Acompanhar os indicadores financeiros como receitas, despesas, margem de contribuição e lucratividade é outra estratégia essencial para o aumento do capital de giro.

Quanto mais por dentro você estiver da efetividade do seu planejamento e controle financeiro, melhor poderá perceber as necessidades do negócio. Os indicadores financeiros dão base para diversas tomadas de decisões.

Alguns indicadores que você precisa lembrar de acompanhar sempre:

  • Faturamento.
  • Lucratividade.
  • Rentabilidade.
  • Lucro bruto.
  • Ponto de equilíbrio.
  • Margem de contribuição.
  • Giro de estoque.
  • Liquidez corrente.
  • Margem de lucro.
  • EBITDA – Earnings before interest, taxes, depreciation and amortization.
  • ROI.
  • Ticket médio.

 

8. Parcelamento

Mesmo que sua empresa tenha recursos suficientes para fazer uma compra à vista, é importante avaliar se não vale mais a pena fazer o pagamento parcelado. Isso, claro, se não incidir tantos juros sobre a operação e isso realmente valer a pena.

De acordo com a revista Exame, “se a empresa estoca produtos por um certo tempo antes de vender e ainda fornece permite aos seus clientes que paguem em prestações, é o prazo conseguido junto aos fornecedores que ajudará a financiar o longo prazo exigido pelos clientes e equilibrar o fluxo de caixa da empresa”.

O motivo é muito simples: quando você faz um pagamento parcelado não compromete o capital de giro em curto prazo. Assim, pode aproveitar de outras formas o dinheiro disponível em caixa.

9. Antecipação de recebíveis

Diferente de um empréstimo, que envolve altas burocracias e riscos de dívidas, a antecipação de recebíveis tem taxas reduzidas e que cabem nas finanças do seu negócio.

Tudo isso, porque se trata de um recurso financeiro que antecipa o recebimento do valor das vendas parceladas ou a prazo. 

Essa opção de crédito é feita sob medida para auxiliar no planejamento financeiro de sua empresa, transformando compromissos de venda a prazo em recursos com liquidez imediata. Ou seja, aumenta o seu capital de giro de forma rápida e prática! 

Com a antecipação de recebíveis, sua empresa otimiza o fluxo de caixa e aumenta a previsibilidade para honrar seus compromissos. Muitas vezes a sua empresa não consegue vender no prazo solicitado pelos clientes e utilizando antecipação dos recebíveis consegue fazer mais negócios. O modelo de negócio de muitos empreendimentos é deficitário por natureza. Nesse sentido, a antecipação é uma solução extremamente eficaz.

O dinheiro que sua empresa receberia no futuro, por meio de duplicatas e boletos, entra no caixa agora, bem antes do previsto.

Uma opção estratégica principalmente para quem tem planejamento financeiro em dia e quer aumentar o capital de giro.

Está em dúvida se essa é a melhor escolha para o seu negócio? Então, aproveite para dar uma olhada no post: 4 sinais de que a empresa precisa de antecipação de recebíveis.

É possível ter mais capital de giro para investir e trabalhar de forma estratégica

Entender como funciona o capital de giro fica ainda mais fácil quando percebemos quais os fatores que impactam em seu aumento, não é mesmo?

Como vimos neste post, lançar mão de boas práticas de planejamento e controle financeiro ainda é a melhor artimanha para melhorar a gestão das finanças empresariais.

Precisando de ajuda para aumentar o capital de giro na sua empresa? Conte com a SB Crédito para sustentar suas operações e evitar prejuízos para a saúde financeira do seu negócio.

Se preferir continuar se atualizando sobre as nossas dicas para tornar suas operações mais lucrativas e passar longe de endividamentos, acesse o nosso blog.

Mercado financeiro, investimentos, recebíveis?
Fique atualizado e saia na frente!
Inscreva-se em nossa newsletter e receba conteúdos em primeira mão.